Unimontes empossa mais 21 professores aprovados em Concurso Público
Publicado: 19/06/2018 09:47 | Atualizado: 19/06/2018 09:49
Divulgação Divulgação

Foram empossados na manhã desta segunda-feira (18/6) mais 21 professores aprovados e nomeados no Concurso Público da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). A solenidade, realizada no auditório Mário Ribeiro da Silveira (prédio 6 do Campus-sede), foi presidida pelo reitor João dos Reis Canela e pelo vice-reitor Antonio Alvimar Souza. O ato de nomeação foi publicado no Diário Oficial “Minas Gerais”, no dia 23/05, assinado pelo governador Fernando Pimentel.

Com o evento, a Unimontes atingiu 467 empossados, alcançando o percentual de quase 80% de nomeação dos aprovados no Concurso Público.

Tomaram posse professores aprovados para o preenchimento das vagas oferecidas em 10 departamentos da universidade: Artes, Direito Privado, Clínica Médica, Ciências Exatas, Comunicação e Letras, Educação Física, Enfermagem, Geociências, História e Odontologia.

O reitor João Canela destacou que os avanços alcançados pela Universidade com a realização do concurso público, ressaltando, também, as dificuldades que foram superadas para a viabilização do certame. “Existe um compromisso muito forte da Unimontes para a conclusão desse concurso”, afirmou.

CONFIRA

O reitor fez um resgate histórico das gestões desenvolvidas para a realização do concurso. Lembrou que, em março de 2014, foi suspenso pela Justiça o Concurso Público para professor da Unimontes, no qual seriam preenchidas 226 vagas. Na sequência, relatou, a partir de articulação da Reitoria junto à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), foi autorizada pelo Governo do Estado a promoção do certame para o preenchimento de um número maior de vagas (637, disputadas por 4,3 mil candidatos).

“Os trabalhos andaram e as vagas do certame foram redimensionadas. Tivemos o envolvimento de todos os 27 departamentos na universidade na elaboração dos editais do concurso em um trabalho diuturno”, afirmou João Canela, ressaltando que o processo também atendeu demanda da Unimontes após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu o vinculo funcional de professores que tinham sido efetivados pela Lei Estadual nº 100.

O reitor enalteceu o trabalho desenvolvido pela comissão especial do Concurso Público e o apoio da Advocacia-Geral do Estado (AGE), lembrando também da atuação da Diretoria de Desenvolvimento de Recursos Humanos (DDRH), que coordena o processo. “O resultado alcançado foi altamente substancial”, disse João Canela, destacando que, com o certame, quase 80% dos docentes da Universidade passaram a serem efetivos.

O vice-reitor Antonio Alvimar Souza, que também é presidente da Comissão de Ética da Universidade, ressaltou a importância do ingresso no serviço público. “O servidor público precisa ter coragem, ser otimista e extremamente criativo”, observou.

Ele também chamou atenção para os compromissos assumidos pelos professores e demais servidores públicos. “É importante que, no ambiente de trabalho, o servidor público venha construir relações de companheirismo e de respeito com as pessoas que estão do seu lado. Ele tem que procurar fazer o melhor possível, mesmo sabendo que tem limites e dificuldades”, recomendou.

 

Yara.jpg

 

 

HISTÓRIA DE COMPROMISSO COM UNIVERSIDADE

Após a solenidade, os nomeados assinaram o termo de posse na DDRH, no prédio da Reitoria. Uma das empossadas foi a professora Yara Maria Soares da Costa Silveira, que já tem uma história funcional na Universidade de Montes Claros.

Ela se aposentou como professora especialista do curso de Geografia (Departamento de Geociências). Também exerceu outras atividades na Universidade, onde ingressou em 1972, como monitora. Agora, tomou posse como professora doutora no próprio Departamento de Geociências, na disciplina “Regionalização”. “O meu sentimento é de felicidade com esta universidade. A Unimontes faz parte do meu dia a dia, especialmente, porque me sinto realizada em colaborar com a formação dos meus alunos”. 

 

Wellington.jpg

Outro que manifestou contentamento ao ingressar na Universidade foi o professor Wellington de Oliveira Felix, empossado no Departamento de Direito Privado. “O meu sentimento é muita alegria.
A minha expectativa é de colaborar com a comunidade acadêmica e também com a comunidade de Montes Claros”, disse Wellington, que compareceu para a posse em companhia da mulher, Cintia Félix, e da filha do casal, a pequena Isabela, de 4 anos. Ele lembrou que já trabalhava como professor designado na Unimontes, onde também foi graduado em 2004.